terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Poderia ter sido pior! Mas DEUS ME LIVROU.


16 de junho 1994 nesse dia do meu aniversário saí pra comemorar os meus 17 anos e conheci um homem chamado RM, um italiano que ficou me cercando dizendo que havia gostado de mim, e elogiando-me o tempo todo, qual a mulher que não gosta de ser bajulada? Pois acabei caindo nos “Encantos” daquele homem vindo a ficar com ele durante uma semana. Nesse período ele me presenteou foi super educado um verdadeiro galanteador, a ele contei os meus sonhos, um deles ser modelo, pra minha surpresa ele disse que tinha um negocio na Itália, ele era dono de uma revista de moda, e dizia conhecer muitas pessoas que poderiam ajudar a realizar meu sonho; Foi aí que veio a proposta. Quer vir comigo pra Itália?
Como jovem que eu era e com um sonho preste a se realizar claro que meus olhos se encheram com aquele convite e logo tratei de convencer minha mãe e pai a assinar a autorização para eu ir.
Tirei o passaporte arrumei minhas coisas e embarquei na viagem dos meus sonhos.
Lá chegando fiquei maravilhada com aquele clima, fiquei hospedada. Na casa dele, com toda regalia, fui bem tratada ele me encheu de presentes roupas, me levou pra conhecer Veneza foi lindo até eu conhecer um rapaz amigo de um amigo dele que na verdade prefiro chamar de anjo da guarda.
Fiquei na casa desse RM até o dia em que ele me disse que iria me colocar numa outra casa, pois a mulher dela uma Brasileira e sua filhinha estava voltando para Itália, minha primeira surpresa, ele era casado. Fui pra uma kitinet fiquei meio que jogada lá, acabei me relacionando com ANJO que um dia me disse que sabia o que eu estava fazendo lá e que eu era como as outras que RM. levava para Itália, eu questionei como assim?  Expliquei pra ele da proposta que recebi e ele me disse que não existia nada daquilo, que R, não passava de um homem que levava as mulheres pra Itália pra se prostituir. Meu mundo despencou, quando R, apareceu pedi pra ele me levar no seu trabalho, não falei nada, Chegando lá era um lugar bonito realmente tinham muitas revistas mas não passava de uma gráfica moderna, perguntei quando eu iria conhecer as pessoas que me havia falado, ele disse logo.
Um dia ele me levou num lugar para mim parece uma Ceasa de roupas, não sei bem o que era,  para me apresentar uma pessoa da qual eu poderia vir fazer um desfile, ele me apresentou conversou um pouco em particular e fomos embora. Pediu pra eu me arrumar que à noite iríamos sair com sua esposa e esse amigo. Fomos a um belo restaurante, na volta ele pediu pra que o amigo me levasse e eu fui com ele, no caminho esse homem me levou pra um hotel e eu fui obrigada a ter relações com ele Contei para ANJO o que tinha acontecido ele era o único em que eu podia confiar naquele lugar, pois eu estava sozinha é comedo. Dias depois RM apareceu com a mulher na minha casa e mandou que me arruma-se,  fomos a um lugar muito esquisito  mas sei que era uma gráfica bem xumbrega lá chegando entramos numa sala onde ouvi a seguinte proposta: Você gostaria de pousar pra uma revista masculina e ganhar muito dinheiro? De pronto eu respondi que não. Logo a esposa do RM começou a dizer que eu estava dando prejuízo que eles tinham gastado comigo demais e que eu precisava pagar os gastos que eles tiveram eu só respondia que não e que queria ir embora. A revista masculina que ele falava nada mais era do que revista pornô
Eles ficaram com muita raiva, e eu comedo.
Falei com  RM que eu queria voltar para o Brasil.
Contei tudo para ANJO
Começamos a namorar,  RM descobriu e um dia à noite bateu em minha porta entrou me  agrediu e me violentou, fiquei em prantos caída no chão, quando tive reação levantei dei um soco no espelho e machuquei a mão, sai fui ligar pra ANJO não conseguia falar direito com o pai dele que atendeu, fui embora. Quando ANJO chegou eu estava desmaiada ele me levou para o hospital lá tomei pontos na mão e voltei pra casa.
Arrumei minhas coisas e fomos  pra sua casa,  de lá fomos pra casa da mãe dele que ficava fora de Milano sem falar com ninguém, fiquei alguns dias por lá conversamos com a mãe dele que é claro como toda mãe e comedo desse RM ser da máfia pediu pra que ANJO me levasse de volta.
Ao voltar à primeira coisa que fiz foi falar com RM que se ele não me mandasse de volta eu iria falar com a policia. ele se calou ao ouvir sobre a policia e que algumas pessoas já sabiam o que ele tava fazendo comigo.
Pronto só assim consegui voltar para o Brasil.



O meu sorriso sempre foi a minha válvula de escape, na esperança de que o amanhã seria melhor do que hoje.
Quando as pessoas me perguntavam o que fui fazer na Itália eu respondia; intercambio, por vergonha do que passei.      

Nenhum comentário:

Postar um comentário