quarta-feira, 25 de abril de 2012

Eu? normal ou ANoRmaL.


É muita mais fácil fechar os olhos para á verdade do que tentar compreende-la
É muito mais fácil apontar os erros dos outros e camuflar os seus próprios
É muito mais fácil mostrar se forte ao lado de pessoas fracas
Quando tentamos nos colocar no lugar do outro compreendemos melhor o que e compartilhar sofrimento, sentir a dor que o outro senti.
Tornamos-nos mais humanos, e menos bicho, que ao se deparar com sua presa trata logo de abate La, e só depois de barriga cheia deixa os restos para outros...
A vida em si e um ciclo de repetições sejam de erros ou acertos, nunca saberemos na verdade o que é não errar.
Todo ser humano e imperfeito em sua moral, amoral e deixar de lembrar que você não é perfeito, o mundo não e cor de rosas, e que todos estamos suscetíveis a erros.
Não sou perfeita não sou inocência, mas consigo ser eloquente quando vejo meus erros apontados por outros, quando na verdade sou capaz de fazê.
Não sou perfeita, sou cheia de vícios que a vida me trouxe com o tempo.
Aprendi e desaprendi varias vezes amei e odiei, com certeza.
Fé?  Sim, tenho! Mas já senti na pele o que é desesperança,
O que é sorrir sem vontade, o que é mentir mesmo calada.
O que é fingir não dor, quando estava gemendo por dentro.
O que é fome e fartura seja de comida, sexo, ou vida.
O que tenho a ganhar e a perder?
Acho que nem a balança saberia dizer.
Mas a algo incrível nisso tudo.
EU ACREDITO EM DEUS, E SEJA COMO FOR UM DIA PRESTAREI CONTAS A ELE.

LUCIANA CASTRO

Nenhum comentário:

Postar um comentário