terça-feira, 6 de março de 2012

Como estou hoje.


Tanta confusão, ando perdida no emaranhado dos meus pensamentos tentando encontrar uma resposta pra o turbilhão de emoções que estou sentindo, venho tentando transpor as barreiras da minha inquietude, quanto mais tento mais me perco, razão do qual mesmo querendo fico impossibilitada de alcançar.
Estou me sentindo sufocada, quero sim compreender o fator que me leva vez ou outra para esse abismo que mais parece não ter fim, o sofrimento é a dor mais plausível para o que estou sentindo agora. Se eu pudesse correria como uma louca desvairada sem parar sentindo o vento soprando me fazendo companhia a única que neste momento escolheria pra mim.
Tantas coisas passando como um filme em preto e branco será sempre assim? Espero um dia alcançar a tal felicidade que parece mais fugir, ora ou outra aparece de relance, mas só deixa saudade de querê-la de novo.
Luciana Castro

Nenhum comentário:

Postar um comentário