sábado, 5 de fevereiro de 2011

Deus cuida de mim.( Minhas memórias)

Eu nunca vi meu pai chorar, não lembro nem um momento se quer, mais uma coisa eu não esqueço, as rosas vermelhas que eu ganhava, elas sempre estiveram presentes na minha infância, nas vezes que não morei com ele.

Eu sempre as ganhava em ocasiões “especiais” todas as vezes quando ele me presenteava estava bêbado .No fundo sempre senti pena dele, sempre tentei justificar seu erros.

Ultimamente tenho pensado muito na minha infância, na vida nômade que tinha, sendo levada daqui pra lá, de lá pra cá,. Eu nunca tive uma estabilidade familiar, minha adolescência foi de muita rebeldia,drogas e rock roll, nunca admiti ser mandada por ninguém, mais ao mesmo tempo sonhava com limites, com uma vida “normal” e o mais importante de tudo. Ser amada sem segundas intenções.

Eu acredito muito na instituição familiar acima de tudo acredito na importância da fé como base solida para as grandes transformações da vida.

Tanto acredito que nos momentos mais críticos de minha vida no mais profundo de minha alma eu sempre tive a esperança que DEUS cuidava de mim.

2 comentários:

  1. E como cuidou amiga.....e continua cuidando...
    Além do nome e da fé temos muito da nossa história em comum...
    DEUS CUIDA DE NÓS!!!

    ResponderExcluir