quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Quando não existo.

Quando olharão para mim com olhos de amor?
Quando verão quem realmente sou?
Quando lutarão por mim? De tão sozinho que estou.
Quando me amarás, do jeito que sou?
Sem preconceitos, sem dor!
Vago no emaranhado da solidão, 
Meu corpo ex-tremesse como num ataque epiléptico e quando acaba estou em volto aos braços de minha amada, que com seus olhos de amor me acalma de tão cansado que estou, já passam das 4:00 da madrugada. sono quase não vem, e preciso incentivar para que cheque e me deixe descansar.
Uns tem fase maior de euforia, eu já de agonia por não querer ver ninguém tenho a maior parte mergulhado num profundo abismo que de tão fundo as vezes prefiro a morte.
Meus amigos já não os sãos por não entender o transtorno que tenho, preferiram me deixar.
Sinto dores terríveis, por todo o meu corpo as cãibras  insistem em continuar, os enjôos são constantes, efeitos colaterais nem sei quantos tenho.
Pânico! 
Confusão mental!
Pesadelos constantes!
Já fazem parte de minha rotina.
Que culpa tenho eu? Se sou portador do TRANSTORNO BIPOLAR? 
Por acaso pedi para ser assim?
Obrigado a minha esposa luz que me ilumina, ao meu filho que me dá fôlego novo pra continuar, e a Deus acima de tudo que me compreende mesmo sabendo que não sou perfeito. 

( Criei esse texto num momento  triste por  ver o meu esposo sofrer por causa dos seus familiares.)

4 comentários:

  1. Esse texto escrevi observando o olhar do meu esposo quando ele sofre pelos efeitos colaterais dos medicamentos e da forma como e tratado por alguns parentes.

    ResponderExcluir
  2. Nossa vc é poética, vc escreve muito bem.

    ResponderExcluir
  3. EU entendí perfeitamente tudinho- deveriamos saber se existem os BIPOLARES ANÕNIMOS- e ver pessoas da familia participarem para se convencerem do tantas vzs criticam e chamam de fraco ou qualquer outro adjetivo grotesco e sem a mínima noção do que se trata.O que penso é que a maior dor de um BIPOLAR é lutar todos os dias contra a força contrrária ao seu intelecto ! Pois o intelecto não é afetado! Se somos ativos e hiperativos e não podemos trabalhar ficamos enlouquecendo se não podemos serr donos do que fazemos. Patrão para BIPOLAR NÃO DÁ.Mas qtos podem ser patrões de sí mesmos?

    A humanidade não está preparada para a vida perfeita que a natureza oferece, se matam por poder e dinheiro- e um BIPLAR SÓ precisaria ser compreendido nas suas crises.

    ResponderExcluir
  4. Realmente e muito complicado o BIPOLAR ter um emprego fixo pelo simples motivo dos empregadores não compreenderem as constantes mudanças de humor e os variados sintomas que vem junto. Mas se eles entendem que como vc disse o intelecto não é afetado ao contrário o portador do THB e de uma criatividade incrível talvez passaria a empregarem mais BIPOLARES.

    ResponderExcluir